Archive

Archive for February, 2010

Futebol com transparência

February 26, 2010 Leave a comment

Projetos conceito têm se tornado uma forma recorrente de self-marketing para muitas agências criativas que surgem na web, como a Access que criou o SpinngStar, postado neste blog algumas semanas atrás. O projeto em pauta é uma “nova” bola de futebol projeto da agência AGENT, que na verdade não se rotula de agência mas de Strategic Intelligence Embassy.

A bola batizada de CTRUS C1 é transparente e não necessita de ar, de acordo com seus criadores o “esqueleto” interno é composto de material elástico que apresenta diferentes níveis de rigidez em cada parte da estrutura, tornando o peso, resistência e aerodinâmica iguais aos de uma bola normal.

O material externo é perfurado para compensar um núcleo preenchido

 

Mas as inovações não param por aí, a bola pode mudar sua cor em etapas críticas do jogo, instalados dentro da bola também estão um localizador GPS e um chip de RFID que possibilitam que a bola seja rastreada durante todo jogo, fornecendo novos dados sobre o que acontece em campo e auxiliando as marcações do juiz.

 A  bola também pode ter um micro câmera acoplada, mas não sei se é uma vantagem.

Não acredito que veremos esta bola na próxima copa do mundo mas mas algumas idéias dentro da “idéia” não devem demorar para acontecer, como os chips dentro da bola, criando mais dados sobre o esporte e possibilitando novas maneiras de jogar.

Post via TrendsNow.

Categories: Uncategorized Tags: , , , ,

Crie sua própria caridade

February 24, 2010 Leave a comment

Projetos para trazer água às populações que não tiem acesso a esse recurso podem ser encontrados aos montes pela internet, mas o portal MyCharity:Water se destaca da maioria dos que já pude conhecer.

No site da organização (aliás muito bem montado) você é incentivado a criar um perfil e seu prórpio projeto de caridade para àgua, você mesmo divulga seu projeto e as doações são feitas através do site, caso seu projeto alcance a marca de US$5.000 em doações, seu nome será relacionado ao ponto de água criado em alguma parte remota do mundo.

Fotos e a localização do ponto ou pontos de água que seu projeto ajudou a criar são compartilhadas no site e através do Google maps. Mais de 1 milhão em doações foram arrecadados através de 265 projetos já criados no site.

Idéias como esta são um perfeito exemplo de como micro-ações podem ter sua força extremamente ampliada pela internet e mídias sociais. Participe e faça, ou crie, seu ato de caridade.

Categories: Uncategorized

Ver um jogo ou jogar um filme?

February 23, 2010 Leave a comment

Heavy Rain é o novo jogo para o Sony Playstation3, que retrata a história de 4 personagens diferentes interligados pela trama de investigação ao redor de um macabro serial killer.

O que mais impressiona  neste jogo em relacão a outros do gênero, é que neste, por mais que o jogador erre os poucos comandos que lhe são pedidos, o personagem não “morre”, não há como o jogador “falhar” de forma irreversível, o jogo continua até o fim, os erros e acertos cometidos no controle apenas influenciam as sequência dos acontecimentos.

É com esta característica simples que Heavy Rain ganhou um espaço na minha coleção de games, o fato de que o personagem não morre  significa que a única vez que você verá “GAME OVER” na tela será quando realmente chegar no fim, não há um desafio para ZERAR o jogo, é apenas assistir  e interagir, ele quebra uma das regras mais antigas do universo “videogamico”, seu desempenho se torna parte da história o jogo não te limita com níveis de dificuldade.

Com personagens 3D que beiram o realismo e dublagens de atores talentosos, o roteiro investigativo envolve de tal forma que o ato de jogar e assistir faz com que este seja um verdadeiro filme interativo, diferente de tentativas anteriores neste formato como o falecido Você Decide, que normalmente tinham de 2 a 3 finais diferentes, Heavy Rain pode ter diversos finais e ainda mais diversas maneiras de se chegar até o fim. Além disso tem muito mais de 2 horas de duração, algo para ser jogado ao longo de 1 mês ou 2.

Jogos assim democratizam o console e trazem novos perfis de jogadores que não procuram o desafio do controle motor e do apertar de botões, querem apenas uma forma de entreterimento, que neste caso conta a história com tantos detalhes quanto um livro mas com todos os apelos audivisuais do cinema e de quebra um interação só possível através de um formato como o do videogame atual.

Essa fusão de características cria novas possibilidaddes de marketing também, poderíamos dizer que a campanha de um filme vai do pré-lançamento ao lançamento, depois disso algum material de marketing para os mais aficcionados e acabou, todos já viram o filme. Com um jogo o relacionamento do público vai além da comunicação, você deverá prover suporte ao jogadores enquanto estiverem jogando, fórums e comunidades são criados para se discutir o avanço individual e compartilhar dicas, possibilidades assim encherão os olhos dos estúdios e em breve podemos aguardar filmes em DVD, BluRay e “PS3”.

Categories: Uncategorized

Puma Spinstar

February 11, 2010 1 comment

A agência ACCESS associada ao portal de tendências CoolHunter criou uma campanha/ativação concept para a Puma que ao meu ver finalmente trouxe a prática esportiva indoor (de academia) para um mundo competitivo democrático, seguindo os mesmos passos no já consagrado Nike 10K.

A ativacão batizada de SPINSTAR, seria um programa intinerário que encontraria participantes que tivessem alta resistência nas aulas de spinning, com a Puma como pano de fundo. Os competidores fariam sessões de spinning com tênis fornecido pela marca por um período de 2 horas (tempo normal de uma aula é 45 minutos). Ao vencedor de cada sessão, que pode durar até 8 horas, é regalada uma bicicleta da Puma. Os finalistas de cada sessão participam de uma competição final com prêmio em dinheiro e equipamentos Puma.

A idéia não somente “cheira” a sucesso (ao menos no que diz respeito ao público de academia) como o visual do campo de competicão ficou muito, como colocar… “spinning comteporâneo”.

Post via CoolHunter

Categories: Uncategorized